Quais são as principais alterações fisiológicas do envelhecimento? Confira

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram

Desde o nosso nascimento, iniciamos o processo de envelhecimento. As alterações fisiológicas do envelhecimento são contínuas e inerentes à condição humana. O primeiro cabelo branco, a primeira ruga ou a dificuldade de manter o peso, muitos de nós já estamos passando por isso, não é mesmo?

Mas envelhecer também tem as suas vantagens. Ganhamos mais maturidade, nos tornamos mais independentes e deixamos de nos importar com pequenas coisas que nos preocupavam na juventude. Ainda, adotar bons hábitos ao longo da vida nos permite envelhecer bem. Entender as alterações trazidas pelo envelhecimento pode ajudar a amenizar seus efeitos.

Vamos falar sobre isso? Você que busca envelhecer com qualidade de vida precisa entender quais são as principais alterações fisiológicas do envelhecimento. Continue a leitura e confira!

Alterações na composição corporal

Quem está na faixa dos 30 anos já deve ter percebido que o corpo não é mais o mesmo. O motivo para isso é simples: após os 25 anos, devido a alterações hormonais, o nosso corpo começa a ter maior facilidade de perder massa magra e de aumentar o percentual de gordura.

Infelizmente, uma alimentação desregrada ao longo da vida e o sedentarismo podem intensificar esse acontecimento. A boa notícia é que uma vida saudável e equilibrada pode retardar esse processo. Apesar de ser um tanto inevitável, ele não precisa ocorrer tão cedo nem ser tão intenso. Uma bela justificativa para você começar a adotar bons hábitos, não é?

Alterações no sistema nervoso

Com o envelhecimento, ocorre perda de 10% da massa cerebral e 20% do fluxo sanguíneo. Em idades mais avançadas, ocorre a redução de neurônios e neurotransmissores. Essas alterações tornam a condução nervosa mais lenta, levando a um menor desempenho psicomotor. A consequência disso? Modificações no equilíbrio, na aprendizagem e na memória.

Sabemos que, das alterações fisiológicas do envelhecimento, talvez essas sejam as mais temidas. Por isso, não é necessário dizer muita coisa sobre a importância de se manter mentalmente ativo ao longo da vida, certo? Uma dieta equilibrada, composta por boas fontes de gordura e antioxidantes também podem proteger o nosso cérebro e retardar esses danos.

Alterações nos órgãos

Existem outros órgãos que também passam por muitas alterações durante o envelhecimento. O nosso estômago reduz a produção de ácido clorídrico e passamos a ter dificuldade para absorver vitamina B12, ferro, cálcio, ácido fólico e zinco. Portanto, a suplementação passa a ser um fator que deve ser considerado com o avançar da idade.

Você que tem idosos na família deve saber que constipação e divertículos são comuns na velhice. Isso ocorre devido a alterações na estrutura do nosso intestino. O fígado também reduz de tamanho e passa a excretar substâncias de forma mais lenta, aumentando a necessidade de uma dieta adequada a essa condição.

Alterações ósseas e articulares

Já reparou que as pessoas, quando ficam mais velhas, parecem reduzir de tamanho? Isso realmente acontece, pois nossas cartilagens ficam mais finas, nossa coluna mais curvada e os discos intervertebrais mais comprimidos.

Com o avançar da idade, também pode ocorrer a redução da densidade óssea, o que você deve conhecer como osteoporose. Esse processo torna os ossos mais frágeis devido à redução da absorção do cálcio. A osteoporose também está relacionada à sua ingestão de cálcio ao longo da vida. Então, sempre tenha atenção com a ingestão adequada de minerais!

Agora que você já sabe algumas das principais alterações fisiológicas do envelhecimento, deve ter percebido como é importante adotar bons hábitos de vida!

Ficou curioso e quer saber mais sobre o assunto? Já ouviu falar em sarcopenia? Ela está associada à perda de massa muscular. Clique aqui e descubra do que se trata, os seus sintomas e como tratar!

Dr Rayane Pimentel

Dr Rayane Pimentel

Nutricionista
Nutri Advisor - Central Nutrition
@rayannepimentel.nutricionista

Você também pode gostar