Qual a relação entre a endometriose e alimentação?

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram

A endometriose ocorre quando a mucosa que reveste a parede interna do útero — o endométrio — cresce nas regiões de cavidade abdominal, como na bexiga e nos ovários. Quando acometidas pela doença, as mulheres podem sentir dores fortes no período menstrual e durante as relações sexuais, além de dificuldade de engravidar.

Essa é uma enfermidade comum e com mais propensão de atingir pessoas que já possuem casos na família. Uma boa alimentação pode ajudar a prevenir e diminuir os sintomas da doença. Mas você sabe quais alimentos são esses? Entenda tudo sobre a endometriose agora!

O que causa a endometriose?

A falta de atividade física, o estresse cotidiano e uma má alimentação contribuem para o desenvolvimento da endometriose. A maneira como nos alimentamos tem um papel fundamental na manutenção, no aumento da imunidade e no favorecimento de um peso adequado, evitando a produção em excesso de hormônios femininos, o que agrava a doença.

Quais alimentos ajudam a prevenir a endometriose?

Uma dieta equilibrada ajuda a prevenir a endometriose, já outros alimentos podem contribuir para o desenvolvimento da doença. É importante priorizar o consumo de hortaliças, peixes, ovos, queijo branco, carnes magras, azeite de oliva, feijão e algumas frutas, como goiaba, limão, abacate e caju.

Todos esses alimentos são capazes de diminuir a resposta inflamatória. Ingerir comidas ricas em fibras e antioxidantes auxilia no alívio das dores e previne contra possíveis complicações.

Veja os principais alimentos que ajudam a amenizar os efeitos colaterais da endometriose.

Frutas cítricas

Laranja e limão são frutas ricas em uma substância que é transformada em vitamina A quando metabolizada. Essa vitamina tem efeito anti-inflamatório, e o consumo dessas frutas ajuda a aliviar as dores provocadas pela endometriose. Para as mulheres que sofrem com a doença, o ideal é comer uma porção de frutas cítricas por dia, mesmo sem dores.

Frutas vermelhas

As frutas vermelhas são ótimas fontes de vitamina C, além de serem antioxidantes e preservarem as células dos efeitos do envelhecimento. Por isso, elas são fontes importantes nos tratamentos desse tipo de processo inflamatório.

Verduras

As verduras são ricas em fibras e facilitam o trânsito intestinal, aliviando as dores da endometriose — principalmente no momento da evacuação. Todas as verduras são benéficas, proporcionando mais diversidade no cardápio.

Peixes

Atum, sardinha e salmão são especialmente ricos em ácidos graxos, como o ômega 3, que são os melhores alimentos para as mulheres que sofrem de endometriose. É indicado que seja ingerida uma porção desses alimentos, ao menos, uma vez por semana.

Castanhas e amêndoas

As amêndoas e as castanhas são oleaginosas extremamente benéficas para o organismo. Elas são fontes importantes de ômega 3 e de vitamina E, atuando como anti-inflamatórios e antioxidantes. Uma porção diária de 10 gramas é o suficiente para aliviar as dores da endometriose.

Quais alimentos devem ser evitados?

Alguns alimentos à base de farinhas brancas, açúcares, óleos hidrogenados, sal refinado e temperos prontos devem ser substituídos. Pães e bolos feitos com farinha de trigo são ricos em glúten e têm potencial inflamatório. Todo tipo de fritura e alimentos industrializados processados precisam ser evitados para evitar piora no quadro da endometriose.

Portanto, a endometriose pode causar muita dor e desconforto para as mulheres. Porém, a introdução de uma dieta balanceada, rica em antioxidantes, fibra e ácidos graxos é essencial para evitar a doença e diminuir os sintomas. Além disso, uma boa alimentação pode prevenir muitos outros problemas e melhorar a qualidade de vida.

Além de ser bom contra a endometriose, o ômega 3 oferece muitos outros benefícios.

Você também pode gostar