Entenda agora o que é efeito termogênico!

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram

Atualmente, existem diferentes maneiras de conseguir se manter focado na reeducação alimentar e gerar perda de peso saudável. Falando nisso, será que você sabe o que é efeito termogênico?

Essa substância tem se tornado a queridinha daqueles que são adeptos à dieta e estilo de vida saudável e têm como objetivo principal o emagrecimento. Isso porque o termogênico auxilia na perda de calorias e aceleração do metabolismo.

No entanto, isso não significa que você deve ingerir compulsivamente os suplementos e alimentos que contenham essa substância, afinal, o uso desordenado pode trazer malefícios. Por isso, elaboramos este artigo para explicar o que é o termogênico, como ele atua no organismo, quais são os seus benefícios e possíveis efeitos colaterais. Confira!

O que é efeito termogênico e como a substância atua no organismo?

Os termogênicos são substâncias que produzem calor dentro do corpo, gerando a queima de calorias e, consequentemente, a perda de peso. Para que isso aconteça, eles elevam a temperatura corporal e os batimentos cardíacos e, portanto, quem pratica exercícios físicos fica com mais energia e disposição.

Então, o sangue começa a circular mais rapidamente pelo corpo e as veias se dilatam, contribuindo para a perda de peso — no entanto, é importante ressaltar que, isoladamente, o termogênico não emagrece. O que ele provoca, portanto, é a necessidade de queimar mais gordura para fazer uma atividade, o que pode ajudar no emagrecimento.

Além disso, essa substância também auxilia no aumento da performance e na resistência durante o exercício, possibilitando o maior nível de gasto energético. Por isso, praticantes de atividades físicas são bastante beneficiados.

Quais são os alimentos naturais e suplementos termogênicos?

Os termogênicos são consumidos tanto na forma natural quanto como suplementos alimentares. A seguir, confira os principais alimentos naturais que têm essa substância na composição:

  • café (cafeína);
  • gengibre;
  • canela;
  • chá branco;
  • guaraná;
  • chá-mate;
  • pimenta;
  • cacau.

Já em relação à suplementação, costumam ser ingeridos em formato de cápsula. De acordo com a Anvisa (Agência de Vigilância Sanitária), no Brasil, o consumo de suplementos a base de cafeína só podem ser utilizados em uma quantidade de 210 a 420 mg por porção. Enquanto isso, nos Estados Unidos, outros estimulantes são permitidos, como a efedrina.

No entanto, ela é proibida no nosso país justamente por causar uma série de efeitos colaterais graves, como a hipertensão arterial e taquicardia. Ainda assim, é frequentemente utilizada por atletas, como doping, e pessoas que buscam o emagrecimento rápido.

Enquanto isso, os suplementos aprovados e indicados costumam ser feitos com base na cafeína e na sinefrina, que é obtida pela planta laranja-azeda. Destacamos, mais uma vez, que isoladamente, eles não têm efeitos consideráveis para a perda de peso. Dessa forma, o recomendado é aliar esses produtos à prática regular de exercícios físicos e à dieta hipocalórica.

Como utilizar os termogênicos?

Tanto suplementos quanto alimentos naturais termogênicos devem ser utilizados sob orientação e acompanhamento profissional, para que assim ele possa controlar os resultados e reduzir os efeitos colaterais.

Vale lembrar que esses produtos são indicados para quem deseja emagrecer, aumentar o metabolismo basal ou ter mais disposição e energia. De modo geral, recomenda-se a utilização antes das atividades físicas ou das refeições. Afinal, ao ingerir a substância próxima do fim do jejum, momento em que o corpo está pedindo nutrientes, os benefícios são maiores devido à presença de ingredientes ricos em propriedades funcionais.

Quanto aos praticantes de exercício físico, eles costumam ingerir termogênicos aliados aos carboidratos antes de começarem o treino. Desse modo, o efeito termogênico é ativado e auxilia na redução de peso e melhoria da saúde. Nesse caso, a ingestão deve ser de 15 a 60 minutos antes de treinar.

No entanto, é importante fazer a ingestão de suplementos termogênicos de maneira intermitente, ou seja, aderir a algumas semanas de pausa após certo período de uso. Isso faz com que não haja sobrecarga no organismo e, assim, o metabolismo volte ao normal nas pausas.

Quais são os possíveis efeitos colaterais?

Assim como qualquer outra substância, os termogênicos não devem ser usados de modo irrestrito, já que isso pode afetar gravemente a saúde e inibir os benefícios que eles promovem. Por isso, é importante estar atento aos possíveis efeitos colaterais. Como apresentam cafeína na composição, a ingestão em excesso pode provocar irritabilidade, além de dor de cabeça, tontura e fadiga.

Pessoas que têm ansiedade devem evitar o consumo de termogênicos, pois eles podem estimular o nervosismo e inquietação. Aliás, aqueles que têm sinefrina na composição também são capazes de gerar quadros mais graves, como insônia e síndrome do pânico.

Caso você seja gestante ou lactante, é necessário destacar que o uso dessa substância não é indicado por conter cafeína na composição. Existem, ainda, outros efeitos colaterais, como a irritação no cólon, gerando dores abdominais, diarreias, náuseas, vômitos e problemas gástricos de modo geral. Além disso, os termogênicos, por aumentar os batimentos cardíacos e a pressão sanguínea, se consumidos de forma excessiva, podem causar taquicardia, arritmia cardíaca e hipertensão arterial.

Com isso, ao negligenciar uma consulta profissional, o termogênico tem grandes chances de fazer mal ao ser consumidos nos horários, quantidades e composições erradas, provocando muito mais malefícios que benefícios. Por isso, para evitar problemas de saúde, é importante fazer o uso consciente dessa substância. Já em doses corretas, o produto oferecerá vantagens para a sua saúde e também para a sua autoestima, como metabolismo equilibrado e redução de peso.

Agora você já sabe o que é efeito termogênico, como ele acontece no corpo, como pode ser consumido em forma natural e em suplemento, as suas vantagens e possíveis efeitos colaterais caso seja ingerido de forma excessiva ou por pessoas de grupos que apresentam contraindicação. Então, se você quer usufruir dos benefícios dessa substância, o próximo passo é marcar uma consulta com um profissional de confiança para que ele possa dar as orientações adequadas.

Então, este texto ajudou você? Se quiser continuar lendo conteúdos sobre a área da saúde, assine a nossa newsletter. Desse modo, você será avisado diretamente na sua caixa de entrada do e-mail assim que um artigo nosso for liberado.

Dr Rayane Pimentel

Dr Rayane Pimentel

Nutricionista
Nutri Advisor - Central Nutrition
@rayannepimentel.nutricionista

Você também pode gostar