Está com as unhas quebrando? Saiba o que pode ser!

Compartilhe

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no telegram

Você percebeu as suas unhas quebrando e não entende por que isso tem acontecido? Saiba que elas dizem muito sobre o nosso estado nutricional. Então, é provável que você esteja sofrendo algum tipo de deficiência nutricional.

No entanto, existem outros fatores que podem acarretar o problema, como doenças dermatológicas. Por isso, prestar atenção às unhas não deve ser um assunto apenas estético, mas também de saúde.

Neste artigo, vamos mostrar quais são as causas das unhas quebradiças e o que você pode fazer para tratá-las. Continue a leitura para saber mais!

O que as unhas têm a dizer sobre a nossa saúde?

As unhas são uma espécie de lâmina córnea formada por diversas camadas de queratina. Elas protegem as pontas dos dedos e auxiliam em diferentes tarefas do dia a dia, como se coçar.

Para que elas permaneçam saudáveis, é necessário que estejam compostas com uma série de substâncias, como minerais e vitaminas. Então, quando as unhas estão quebradiças, é importante observar as causas.

O nosso corpo age conforme uma ordem de prioridades. Comparada com as funções de órgãos vitais do nosso organismo, as unhas não são de fundamental importância. Dessa forma, caso exista uma carência nutricional, os nutrientes vão ser realocados para áreas mais essenciais e, nesse caso, as unhas podem apresentar alguns problemas, dando sinais de que algo pode estar desequilibrado na nossa saúde.

Quais são os fatores que deixam as unhas quebrando?

Desde o uso de materiais de limpezas até a falta de vitaminas, as unhas quebrando demonstram que algo não está funcionando bem no seu corpo. Para entender melhor esse assunto, veja as causas do problema.

Produtos químicos

Ainda que unhas quebradiças possam afetar todas as pessoas, as mulheres ainda são as principais vítimas por utilizarem com maior frequência os produtos de limpeza. Nesse sentido, ao terem contato com esses produtos sem o uso de luvas, as unhas ficam mais ressecadas e, portanto, frágeis.

Além disso, a acetona para remover esmalte também influencia no enfraquecimento das unhas. Existem, ainda, pessoas que quase não deixam as unhas respirarem e estão sempre trocando de esmaltes. O ideal é deixá-las naturais por, pelo menos, um dia na semana, para que a queratina não resseque. Outra dica é tirar o esmalte no período da noite e passar um hidratante nas unhas.

Doenças dermatológicas

O problema também pode ser resultado de alguma doença dermatológica, principalmente causada por fungos. Além das unhas quebrando, você pode notar que elas estão mais escamosas.

Nesse caso, é necessário marcar uma consulta com um dermatologista para que ele possa investigar a causa do problema. Geralmente, o tratamento é feito à base de cremes e pomadas antifúngicas.

Alterações na tireoide

Doenças como o hipotireoidismo e hipertireoidismo também afetam as unhas. No primeiro caso, o metabolismo diminui seu ritmo e, por isso, fica mais difícil transportar os nutrientes para as unhas, deixando-as mais quebradiças e podendo apresentar ondulações.

Já no segundo caso, o metabolismo se torna bem acelerado, o que também é prejudicial e deixa as unhas enfraquecidas, mais ralas, ainda que elas continuem crescendo. Para resolver ambas as situações, é necessário fazer um tratamento com um endocrinologista.

Anemia

A anemia é uma das principais causas para o surgimento de unhas quebrando. Isso porque a quantidade de hemoglobina circulante diminui, de forma que a quantidade de oxigênio transportado para os tecidos também é reduzida. Logo, as unhas ficam mais fracas e quebradiças.

Além disso, é possível que surjam outros sintomas, como o cansaço e a fraqueza. Nesse caso, é necessário fazer um exame de sangue para constatar o problema e, em seguida, iniciar um tratamento recomendado pelo médico.

Deficiência nutricional

Sem dúvidas, a falta de nutrientes é a maior causadora das unhas enfraquecidas. Por isso, quando as unhas estão quebrando, o principal passo a ser feito é observar a composição de nutrientes no organismo.

A vitamina D, por exemplo, é a responsável por absorver o cálcio pelo organismo. Se há falta dessa vitamina, há também a falta de cálcio. Então, o corpo resgata o cálcio de áreas como unhas, ossos e dentes para as regiões que estão apresentando deficit desse mineral.

Para repor a vitamina D, é necessário se expor de forma segura ao sol ou realizar a suplementação conforme orientação médica.

Outro importante componente é a vitamina B7, também conhecida como biotina. Ela realiza a produção da queratina que, como vimos, faz parte da estrutura das unhas. O corpo não consegue acumular biotina, então, o excesso é eliminado pela urina. Por isso, a reposição deve ser feita diariamente.

Existem, ainda, outros nutrientes importantes, como o ferro, magnésio, zinco, vitamina A, C e E, que auxiliam no crescimento saudável das unhas. Por isso, manter uma alimentação saudável é fundamental, mas, em alguns casos, ela pode não ser suficiente, daí a necessidade de fazer a suplementação.

Como a suplementação pode ajudar no fortalecimento das unhas?

Para suprir a carência de nutrientes essenciais para que as unhas deixem de ser quebradiças, fazer uso de suplementos se mostra necessário. Veja alguns deles:

  • ferro: ao ativar a ação antioxidante, promove o fortalecimento das unhas e dos cabelos. Já a deficiência desse nutriente deixa as unhas opacas e quebradiças;
  • zinco: assim como o ferro, o zinco tem uma importante ação antioxidante. Sem ele, as unhas quebram com facilidade e têm dificuldade para crescer. Além disso, esse nutriente ajuda na cicatrização;
  • silício orgânico: ao se ligar com a queratina, o silício consegue oferecer mais força às unhas, estimulando-as a crescerem e prevenindo o enfraquecimento;
  • vitaminas do complexo B: por estar relacionada à produção de queratina, a biotina favorece o crescimento saudável das unhas, assim como outras vitaminas do complexo B;
  • vitamina A: contando com o cálcio na composição, a vitamina A age no interior das células, sendo também responsável pelo desenvolvimento das unhas;
  • vitamina D: não podemos esquecer, é claro, da suplementação com vitamina D, que estimula o sangue na absorção do cálcio do intestino, fortalecendo as unhas.

Como você pôde ver ao longe deste texto, estar com as unhas quebrando pode ter uma série de causas. Por isso, ao notar esse problema, é importante se consultar com um especialista para investigar o seu caso.

De qualquer forma, é possível adotar alguns hábitos para fortalecer as unhas. Leia o artigo e descubra como!

Dr Rayane Pimentel

Dr Rayane Pimentel

Nutricionista
Nutri Advisor - Central Nutrition
@rayannepimentel.nutricionista

Você também pode gostar